Educação

Educação inovadora: o isolamento social como ferramenta de aprendizagem no Ensino Infantil5 min read

março 17, 2021 3 min read

author:

Educação inovadora: o isolamento social como ferramenta de aprendizagem no Ensino Infantil5 min read

Reading Time: 3 minutes

A educação infantil mais do que nunca está tendo que passar por um processo de se reinventar, buscando novas formas de suprir este “distanciamento”, onde nós professoras precisamos ser eficientes e estarmos a frente desse processo, com capacitações, criatividade e muito comprometimento.

Nós do CEI Estrelinha Dourada de Correia Pinto-SC desenvolvemos projetos inovadores a fim de alcançar todos os alunos, mesmo aqueles que não possuem acesso a internet.

Nossa equipe é formada pelas professoras Gisele Beatriz dos Santos (Maternal II), Anne Karine, Adriely Madruga (Berçários I e II), Aline Meuer (Maternal I) e Roseli Mariano(Diretora).

Equipe

Cartas e livros: trabalhando a linguagem

Um dos projetos inovadores foi o Correio Estrelinha, o qual recebeu vários destaques em mídias diversas, pois o mesmo utilizou as cartas como meio de registro de atividades, resgatando a escrita, a escuta dos pequenos e a magia e encantamento de algo “novo” para esta geração.

Fizemos um diário de bordo com todos os registros do projeto, o qual está inscrito no Prêmio Gestão Escolar 2020.

cei estrelinha

Desenvolvemos também o projeto Biblioteca Itinerante onde nossos alunos receberam literaturas de renome em suas casas como doação, a fim de explorar estes momentos de acalanto e imaginação em família

Foco no desenvolvimento socioemocional

A partir da formação do Sistema Aprende Brasil, colocamos em prática o Projeto Corações Engarrafados, que deu ênfase às habilidades socioemocionais, com uma participação enorme da comunidade escolar.

Foram entregues garrafinhas com dois corações em feltro representando os da professora e da criança, que deveriam ser cuidados durante um mês. Foi emocionante as devolutivas dessas famílias.

Quiz - Qual o seu perfil de professor
projeto corações engarrafados

O projeto foi finalizado com uma cápsula do tempo e um mimo dado às crianças em forma de um dado das emoções. Depois, foi registrado com detalhes em um diário de bordo. 

Abaixo temos a foto da aluna Maria Clara com seu dado das emoções e os corações dela e da professora. A história do projeto foi baseada no livro de Oliver Jeffers “O Coração e a Garrafa”.

Aluna Maria Clara

O direito às brincadeiras e interações

Os principais direitos que precisamos assegurar da educação infantil são as brincadeiras e interações. Dessa forma, ensinamos aos pais por meio de vídeos algumas brincadeiras, músicas e atividades artísticas para realizar com as crianças.

A diversão é garantida e as produções ficaram arquivadas na Secretaria de Educação do Município. A equipe toda interagiu para planejar e produzir os vídeos, com o objetivo de proporcionar momentos que fortaleçam os vínculos familiares.

Também foi importante para a equipe escolar se fazer presente da maneira possível nos lares das crianças. Veja algumas imagens dos vídeos:

Equipe escolar- 1
Equipe escolar - 2
Equipe escolar - 3

Também pensando na interação com os familiares, estimulamos o contato com a natureza, plantando, cuidando, colhendo e preparando deliciosos chás, aproveitando esses momentos cotidianos para desenvolver habilidades diversas.

Atividade com a natureza

O resultado das atividades

Acreditamos que agregamos muito com nossas propostas e estamos aprendendo muito através de lives do Instituto BrincarConvivaFerraz TreinamentosSMESistema Aprende Brasil e Instituto Casagrande

As famílias realizaram as devolutivas das propostas conforme suas possibilidades, respeitando suas limitações de rotina e de conectividade. Em momentos singulares como o que estamos passando, a troca de conhecimentos e experiências são muito válidas e devem ser estimuladas.

Nossa publicação conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Educação de Correia PintoCentro de Educação Infantil Estrelinha Dourada e equipe do CEI.

Referências

Superapp Layers
Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *